Escritório de Mark

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Escritório de Mark

Mensagem por Alexander Kauffman em Dom Dez 07, 2014 3:01 am




"Work Zone"
Feito para organizar todas as papeladas da família, empresas, controle da manufatura, tudo. Aqui é aonde se guarda tudo que é tipo de história da família, protegida por um encantamento cujo apenas o Patriarca autorizado pode entrar. Aquele que tentar entrar sem saber o encantamento certo e ou não tiver o sangue puro da família é invadido por uma dor tão absurda que pode até causar uma morte sobrenatural.




© Creado por Theta Sigma
avatar
Alexander Kauffman

Mensagens : 70
Data de inscrição : 08/05/2013

Perfil Sobrenatural
Nível: 28
Poderes:
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escritório de Mark

Mensagem por Alexander Kauffman em Dom Dez 14, 2014 10:52 am




The Real Life!


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Tomar decisões é algo que pode lhe trazer malefícios ou benefícios, todos um dia passaram por isso, Mark sempre passou. Por toda sua vida a escolha esteve em suas mãos, tudo e todos da sua família passam pelos olhos do patriarca que arca com consequências nos quais ele mesmo se propôs a agarrar com todas as suas forças. Um pai de família no qual sempre tomou as atitudes iniciais deveria saber que sempre iria ter que optar em ser o benfeitor ou o malfeitor da situação, por isso ele sempre ousou em suas escolhas e tomou partido da imagem que agora é para os Slaint's.

Estava com um livro em mãos, a leitura complexa era o que fazia dele um ótimo articulador com as palavras, sabia das coisas que aconteciam ao seu redor e por isso não precisava se alterar para mudar o destino de alguém ou alguns. Foleou mais uma pagina enquanto as palavras de Edgar Morin compenetravam em sua mente tentando o desvencilhar do movimento que estava acontecendo lá fora, pois, foi uma escolha dolorosa, a pior de todas para falar a verdade. Mark nunca se permitiu ter algum ser de noite em sua casa, com sua família, namorando um de seus filhos e mais uma vez pela escolha do destino acabou batendo de frente com uma situação que já havia passado por sua cabeça, só não pensava que seria com um de seus filhos mais frágeis e tranquilos da família... Mikhael.

O casamento havia sido armado por Alex e ele, com a ajuda da maioria das pessoas de dentro da mansão, buscou a saber sobre toda a história, olhos e ouvidos são criados pelas paredes que não cansavam de escutar declarações de amor de Mikhael para Enzo, o que mostrou também conhecer que eles já haviam se conhecido antes, porém, algo ainda não estava encaixado tão perfeitamente. Depois da proposta que o Slaint fez ao agora Original ele sempre tentou se mostrar mais presente nos afazeres de proteção a Mikhael, mas o menor ainda não havia o reconhecido no início, ao contrário do vampiro que por se chocar com os olhos de Mikhael pareceu de imediato saber quem era, para todos os casos lembrou-se do mês em que seu filho viajou para Nova York, única vez que o maior permitiu a sua cria deixar mostrar ser independente para o mesmo, dali percebeu o quanto o seu filho aprovou a experiência.

Fechou o livro retirando seus óculos de leitura, se encostou no encosto da cadeira macia e cruzou os braços, olhou para a porta que imediatamente entrou em choque com três batidas de leve, uma sobrancelha de Mark se arqueou enquanto pensou em permitir a entrada do outro que sabia quem era. Não esperou mais que dez segundos e sua voz grossa e fria se sobressaiu dos lábios:
- Entre, Lensherr... - deixou o outro mostrar sua imagem presente perante ao do patriarca. - Feche a porta, por favor.
Permaneceu-se sentado enquanto os passos do outro vinham na direção do mesmo e com uma mão lhe mostrava uma das cadeiras presentes a frente da mesa. - Sente-se. - autorizou ao outro para que se acomodasse e então retirou seu óculos o pondo sobre a mesa e então entrelaçando suas próprias mãos e as colocando também sobre a espeça camada de vidro temperado.
- Pensei que não iria nunca chegar até mim, já estava ficando preocupado. - começou a falar enquanto encarava o outro de forma séria e sem demonstrar cautela com as palavras.
- Então... O que tem a me dizer... Sobre você e meu filho? - direto ao ponto e sem rodeios, Mark gostava das coisas assim, pode perceber uma surpresa no olhar do outro e lhe explicou uma coisa antes de deixar ele prosseguir.
- Apenas fique ciente de que tudo que se passa nesta casa, eu sei. As paredes tem olhos, ouvidos e boca, então, nada que me venha ser dito, agora, nesta mesa, que eu já não saiba, só espero ouvir tudo e sem acréscimos. Por favor.

O Original teria de ser impecável com as palavras, saber colocá-las em ordem para que não desse um desvio se quer. Mark era cauteloso e bem rigoroso com as coisas direitas, era a vida de seu filho que estava colocada sobre a mesa agora, Mikhael sempre foi aquele especial dentre todos, não pelo fato de ser o mais certo com as coisas e sim por ser o "diferente", bastou dois relacionamentos dele no passado para fazer Mark proibir entrar de qualquer algum outro em sua casa. Queria ver seu filho satisfeito com a vida e não em ponto de querer se colocar a depressão desnecessária por relacionamento. A vida é assim, com altos e baixos para que possam se reconstruir mais fortes e imunes a qualquer surpresa que venha chegar novamente. Pela fama que os vampiros tem sobre a família, o ser a frente do todo poderoso iria ser, talvez, a exceção disto, mas nada a confirmar sem poder ouvir o que ele teria para dizer e foi assim que Mark se calou esperando a resposta do outro para que a conversa desse continuidade.

Tag: Enzo // Post: 001 // Lycris: xxx
(c)
avatar
Alexander Kauffman

Mensagens : 70
Data de inscrição : 08/05/2013

Perfil Sobrenatural
Nível: 28
Poderes:
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escritório de Mark

Mensagem por Enzo Lensherr em Ter Dez 16, 2014 5:24 pm

Valhalla
awaits me
Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits! Soon I will die. Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits me, when i'm dead!


Ser um vampiro muda tudo na sua vida, o tempo não conta mais, a velocidade de seu corpo não se compara com nada na terra, ainda mais sendo um Original. Então os segundos que levou desde que Enzo bateu, ate a hora que o patriarca Slaint permitiu a entrada do mesmo em seu escritório passaram-se tão fugaz e imperceptíveis que Enzo chegou a se assustar. Quando a resposta finalmente foi concedida, o vampiro entrou, com toda a educação que possuía, caminhando lentamente ate uma das cadeiras e se sentou.

Conforme Mark ia dizendo, Enzo resolveu entrar em seu joguinho de quem fingia não saber das coisas, incluindo fazer caras de espanto quando necessário. Apenas um tolo, pensaria que poderia esconder algo de Mark Slaint dentro de sua própria casa, e aquele blablaba do patriarca estava lhe deixando levemente irritado. - Senhor Slaint, eu sei muito bem que o senhor já sabia. - Poderia passar horas narrando todos os porquês de não ter vindo antes, mas diria apenas o que realmente importava. - Não vim por que Mikhael me pediu. - O vampiro disse com a foz calma, deixando claro que era uma confissão verdadeira.

Seu filho praticamente implorou para que eu não lhe dissesse nada. - É claro que Mark entenderia, afinal não era apenas um pedido que havia sido feito. Mikhael raramente usava da ligação sobre o Original, mas quando usava Enzo não tinha outra alternativa se não seguir as ordens dadas. - Sei muito bem que o senhor não gosta de vampiros e que sou apenas uma arma para defesa... - Era a primeira vez em um ano que Enzo dizia isso em voz alta e estranhamente o choque  de ouvir isso o fez pensar no que ele havia se tornado.

Enzo evocou todas as lembranças que teve com Mikhael, como foi mais fácil aceitar o que havia se tornado ao lado do bruxo, como tudo estava melhor desde então. - Hoje eu não aguentei mais, não posso fingir que o que sinto e o que tenho com ele não é real. - Dizia pausadamente, escolhendo bem as palavras. - Não gosto de me esconder. Por isso hoje eu o pedi em casamento, espero que o senhor não impeça. - É claro que se o Slaint não desejasse o casamento diria apenas um 'você não irá se casar com meu filho' e a ligação faria sua parte.

Enzo sabia muito bem o que todos pensavam sobre Mikhael, que ele era o  mais frágil dos Slaint e que isso seria sua ruína, mas ele não via isso. Mikhael havia sofrido muito com relacionamentos passados, mas não importaria, porque de agora em diante tudo o que seria necessário para protege-lo o vampiro faria não só por uma ligação, mas por amor. - Sei que muitos não aceitam o que sou, e o que eu ele somos, mas eu irei protege-lo, irei arrancar os corações de qualquer um que ousar chegar perto dele. - Enzo sabia que o bruxo a sua frente poderia ler facilmente sua aura e esperava que isso fosse necessário.


Yet more blood will be shed This is a victorious day!



avatar
Enzo Lensherr
New Original
New Original

Mensagens : 406
Data de inscrição : 16/02/2013

Perfil Sobrenatural
Nível: 40
Poderes:
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escritório de Mark

Mensagem por Alexander Kauffman em Sex Jan 02, 2015 4:51 pm




The Real Life!


i'm not just waiting
i’m walking to find you
Durante séculos a família Slaint sempre evitou se deixar misturar raças entre os membros, porém, um dos primeiros a quebrar esta regra, Louis Elwel Slaint, da terceira geração acabou se apaixonando por uma vampira que fez com que todos os membros o banissem da cidade em que a família ao todo se habitava, logo deste amor surgiu uma brecha para que aqueles que não concordavam em ter seus sentimentos limitados pudessem se libertar. Mark também nunca aprovou no início que sua geração pudesse fazer o mesmo que um de seus tios, mas o amor maior por seus filhos e por sua primeira esposa que tinha um irmão vampiro o fez retrair este sentimento abominante.

Enquanto Enzo o metralhava com palavras que por mais simples que fossem, o abria uma certa ferida superficial, jamais pensou que tivesse que dizer o que estava prestes a indagar antes mesmo de saber de tudo.
Olhava aos olhos do vampiro observando o mais profundo de sua alma, ele antes era um bruxo e com essa essência podia enxergar a chama que lhe dava combustível para sentir aquele amor pelo seu filho, o mais intrigante era que tudo se mesclava aos sentimentos amplificados o que dava mais vontade ainda de poder enfrentar o então membro mais temido da família Slaint.

Palavras não paravam de sair até que finalmente aquele falatório todo se encerrou, Mark abaixou a cabeça e respirou fundo, um sorriso interno se fez em sua face não dando chances de Enzo sentir ou ver que ele estava tranquilo com todo aquele movimento lá fora. As duas mãos então se colocaram sobre a mesa do escritório o fazendo ter impulso para se levantar, a cabeça se ergueu logo em seguida fazendo os olhares voltarem a se chocar, então, dois passos a direita o tirava de trás da sua zona de conforto e mais três o levavam até a janela que dava para o jardim da mansão, o movimento agora estava mais acelerado para os preparativos finais, pode observar Mikhael guiando tudo com mãos de ferro, foi naquele momento em que o vampiro pode olhar o mais velho sorrir de forma singela, olhando para o filho do meio enquanto ele dava tudo de si para deixar as coisas impecáveis.
- Sabe, Mr. Lensherr... De todos os meus filhos, Mikhael foi o que menos me deu trabalho... - colocou suas mãos para trás das costas, na altura do cóxi e continuou a falar. -...sempre disposto a ajudar os outros e esquecer de que tem uma vida para guiar. - se calou e voltou a olhar para o Original.
- Por isso eu apenas lhe peço uma única coisa... Nunca dê ao meu filho a solidão, não digo em palavras de um senhor autoritário e rude, sim, de um pai que zela por todos de sua família. Sei que a ligação feita entre nós irá fazê-lo se sentir nesta obrigação agora dita, mas espero que não só isso o obrigue a fazer, não estou mandando, apenas pedindo.
Neste momento Mark falou com toda a sua sinceridade, com todo seu poder de zelo por um filho que sofreu e agora está para seguir uma vida diferente, uma vida nova.
Se virou voltando a olhar para fora da janela, soltou as mãos e se voltou a caminhar agora passando pelo vampiro e ao parar do seu lado tocou em seu ombro lhe fazendo um aceno com a cabeça e então seguiu para sair de seu escritório.

Ao abrir a porta parou novamente e olhou para trás.
- Só mais uma coisa... Enzo... Como eu já sabia de tudo isso, fiz com que todos entrassem em meu jogo e para surpreendê-lo deixei com que Mikhael preparasse a festa de casamento de vocês dois... Isso mesmo, tudo lá fora é um presente meu para os noivos...
Se virou novamente deixando o vampiro a talvez ficar intrigado com o que havia acabado de falar e assim fechou a porta delicadamente indo para outro lugar. 

Tag: Enzo // Post: 002 // Lycris: xxx
(c)
avatar
Alexander Kauffman

Mensagens : 70
Data de inscrição : 08/05/2013

Perfil Sobrenatural
Nível: 28
Poderes:
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escritório de Mark

Mensagem por Enzo Lensherr em Dom Jan 04, 2015 6:47 pm

Valhalla
awaits me
Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits! Soon I will die. Sword in my hand and axe on my side. Valhall awaits me, when i'm dead!


O vampiro escutou o que o patriarca Slaint dizia. Sabia perfeitamente como Mikhael era e não precisava que ninguém o dissesse nada sobre o bruxo. Entretanto esperou que Mark continuasse a falar,  como se nada fosse extremamente entediante, como de fato era. Quando o bruxo finalmente voltou a falar algo que não fosse apenas uma repetição, Enzo fez sua mente focar-se na fala do outro. Meneou a cabeça em concordância, não só graças a ligação, mas por tudo o que estar casado com Mikhael significava.

Enzo lembrou-se novamente de tudo o que havia se tornado, no fato de que em alguns anos Mikhael estaria morto e ele continuaria jovem para sempre. Esse pensamento o fez engolir em seco, fechou os olhos e respirou livrando a mente das coisas que ele não poderia resolver agora. - Cuidarei dele com minha vida, Mr. Slaint. - Disse com seu tom habitual de calma e serenidade. Mas quando o mais velho dos Slaint tornou a falar, seu coração parecia que sairia pela boca.

Eu... Para os noivos... Como...? - As palavras saiam de sua boca sem que ele conseguisse controlá-las. O vampiro perguntou-se o loiro a sua frente teria o dom de ver o futuro, já que somente hoje o pedido havia sido feito. - Obrigado, meu sogro. - O original sabia muito bem que poderia ter cruzado uma linha ao chamar o poderoso Mark Slaint de sogro, mas não ligava não agora. - Peço que o senhor avise ao seu filho, ele não irá acreditar se eu contar. - Disse para o bruxo.

Enzo o observou sair do escritório e ficou ali parado por um tempo, pensando no que havia acabado de escutar. Precisava de um terno novo, saber quem iria chamar, quem seria o padrinho. Era coisa demais para uma única pessoa resolver a poucas horas do casamento. Fez o que qualquer outro homem faria no dia de seu casamento, sumiu. Como um borrão passou pelos cantos da casa, pelo jardim ate estar do lado de fora da mansão. Mandou uma mensagem a MIk pedindo que avisasse quando fosse a hora, o vampiro iria se preparar para o grande dia.

ENCERRADO PARA ENZO E MARK


Yet more blood will be shed This is a victorious day!



avatar
Enzo Lensherr
New Original
New Original

Mensagens : 406
Data de inscrição : 16/02/2013

Perfil Sobrenatural
Nível: 40
Poderes:
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escritório de Mark

Mensagem por Narrador em Sab Jan 17, 2015 5:16 pm




encerramento

Todos os posts em relação a esse dia será desconsiderado.





© Creado por Theta Sigma
avatar
Narrador
Storyteller
Storyteller

Mensagens : 426
Data de inscrição : 16/04/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escritório de Mark

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum